.Filosofias Recentes

. Eu ainda estou aqui

. Sobre o que perdi

. Wordporn

. Without Fear

. #rafaenmadrid

. State of flux

. É uma loucura...

. Deixa

. Say what you need to say

. Boa viagem ... Boa sorte!

. Restart

. Fim do vinte dezoito...

. Geronimoooo!!!

. Bipolaridade

. Razões ...

. Because you are dear to m...

. O lado feliz

. Certa e acertada

. Equilíbrio

. Lost

. Mais ou menos

. Dar (mais) certo

. Errado

. Let it all go

. My dumb opinion...

.Filosofias Passadas

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Junho 2019

. Abril 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Janeiro 2018

. Agosto 2017

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Abril 2013

. Outubro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Terça-feira, 14 de Dezembro de 2004

Metade

Que a força do medo que tenho não me impeça de ver o que anseio.
Que a morte de tudo que acredito não me tape os ouvidos e a boca.

Porque metade de mim é o que eu grito, mas a outra metade é silêncio.

Que a música que eu ouço ao longe seja linda, ainda que triste.
Que a mulher que eu amo seja sempre amada, mesmo que distante.

Porque metade de mim é partida e a outra metade é saudade.

Que as palavras que eu falo não sejam ouvidas como prece nem repetidas com fervor.
Que apenas sejam respeitadas como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimento.

Porque metade de mim é o que eu ouço, mas a outra metade é o que calo.

Que essa minha vontade de ir embora se transforme na calma e na paz que eu mereço.
Que essa tensão que me corroe por dentro seja um dia recompensada.

Porque metade de mim é o que eu penso e a outra metade é um vulcão.

Que o medo da solidão se afaste, que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável.
Que o espelho reflita em meu rosto o doce sorriso que eu me lembro de ter dado na infância.

Porque metade de mim é a lembrança do que fui, a outra metade eu não sei...

Que não seja preciso mais do que uma simples alegria para me fazer aquietar o espírito.
Que o teu silêncio me fale cada vez mais.

Porque metade de mim é abrigo, mas a outra metade é cansaço.

Que a arte nos aponte uma resposta, mesmo que ela não saiba.
Que ninguém a tente complicar porque é preciso simplicidade para fazê-la florescer.

Porque metade de mim é a platéia e a outra metade, a canção.  

Que minha loucura seja perdoada.

Porque metade de mim é amor e a outra metade... também.

Oswaldo Montenegro

Ensaio do filósofo rafapaim às 23:59
link do post | comentar | favorito
16 comentários:
De rafapaim a 17 de Dezembro de 2004 às 22:33
PlantaCarnivora... muito obrigado... realmente o texto é lindo!!!
De PlantaCarnivora a 17 de Dezembro de 2004 às 19:36
Linda "filosofia", mas não corresponde ao nome do Blog, pois é muito rico, o que acabei de ler. Gostei muito mesmo. Parabens, gostei muito do blog. Fique bem.
De rafapaim a 16 de Dezembro de 2004 às 19:30
diogo... só posso retribuir o abraço!!!
De diogo a 16 de Dezembro de 2004 às 11:38
EhEhEeE estamos cheios de metades."Porque metade de mim é amor e a outra metade... também."..gosto particularmente destas "duas" metades :D..Ta bem escrevido sim senhora...um avénio ao senhor que escreveu estas maravilhosas linhas :D .AbraçosSs rafa [][]
De rafapaim a 16 de Dezembro de 2004 às 01:15
Moucinha Indigente... não me podia calhar uma patty?!?
De rafapaim a 16 de Dezembro de 2004 às 01:14
ag... gostei do pedaço da letra da Mafalda Veiga!!!
De Moucinha Indigente a 15 de Dezembro de 2004 às 20:07
Aposto que você postou esse texto pensando na Claudinha Gótica. : )
Beijocas. =***
De ag a 15 de Dezembro de 2004 às 19:15
Gosto de todo o texto e em especial desta frase "Porque metade de mim é o que eu grito, mas a outra metade é silêncio." Raramente a ausência de diálogo reflecte a inexistência do acto reflectivo… Este último surge, na grande maioria das vezes, como um monólogo interior levado a cabo pelo próprio sujeito…talvez devessemos soltar o grito que temos preso..."Liberta o grito que trazes dentro e coragem e o amor..." :)! Bonito texto. Beijos*

De rafapaim a 15 de Dezembro de 2004 às 19:04
todos... e gostos não se discutem... é óbvio que também gostei!!!
De barmaid a 15 de Dezembro de 2004 às 12:59
Adorei...Muito bem escrito e reflectido!!!Boa escolha de texto!
É bom sermos todos Amor:)
Bjos,
fica bem

Comentar post

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31