.Filosofias Recentes

. Tente sempre...

. Reverie

. Tão singular...

. Momentos...

. Glory

. As vezes necessárias...

. Decide-te e liberta-te!

. Vai passar ... sempre pas...

. Seja bem sucedido

. Passageiro

. Irmãos

. Dá um jeito

. Take on me

. Radioactive

. Gosto daquela gente

. Pessoas

. Linhas soltas

. Cor da alma

. Receita

. Someone to stay

. Um dia alguém vai ...

. Aprender errando...

. Sentir muito

. Comece de novo ...

. Worst in me

.Filosofias Passadas

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Janeiro 2018

. Agosto 2017

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Abril 2013

. Outubro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Quinta-feira, 31 de Maio de 2018

Irmãos

“Ser fruto da mesma árvore, correr em nós uma mesma seiva, ter raízes numa mesma história, faz-nos matéria da mesma matéria, mas – mais do que isso – experiência de uma mesma experiência.

 

Ter irmãos é reconhecermo-nos neles, a cada passo, até nas muitas diferenças que possam separar-nos. É sabermos o sentido da pertença visceral, inteira, absoluta. É ter parte de e fazer parte de. Com irmãos, é verdadeiramente o sentido do Outro que se torna intrínseco. E isso faz muito por aquilo que cada um de nós é e pode ser.

 

Conheço e sou amigo de muitos filhos únicos, mas confesso que sempre lhes admirei em dobro tudo o que têm de admirável. Para eles, foi diferente e mais difícil. Faltou-lhes a vivência íntima e precoce da coisa dividida, do amor partilhado, do espaço disputado, da descoberta conjunta, do caminho cúmplice. Faltou-lhes o privilégio de nascerem com a certeza de um mundo para além deles. Faltou-lhes o desafio identitário de uma autonomia construída a partir da tensão – ora centrífuga, ora centrípeta – com o comum e o heterónomo.

 

Os irmãos cimentam a nossa vida, são a argamassa que nos faz gente. Com eles andámos para cá e para lá. Com eles conhecemos as muitas pessoas que, antes de outras, deram cor e cheiro às nossas vidas. Com eles chorámos as primeiras lágrimas e a eles voltámos para outros choros vida fora. Com eles ousámos aventuras sem volta, experimentámos medos inconfessáveis, partilhámos conquistas, dividimos frustrações, sofremos perdas. Com eles demos irrecuperáveis gargalhadas de infância e com eles continuamos a rir – por vezes, sobretudo a sorrir – ao ritmo dos anos que passam. Com eles fomos verdade, às vezes frágeis, às vezes fortes, às vezes hesitantes, às vezes resilientes, às vezes ternos, às vezes duros. Com eles vivemos o que está inscrito no mais fundo dos nossos corações, da nossa personalidade, da nossa história, de tal modo que qualquer troca de olhares pode, muitos anos depois, seja qual for o pretexto, levar-nos de volta a uma mesma memória, uma mesma emoção ou uma mesma saudade.

 

Antes de tudo, os irmãos são presença. Estão connosco, são connosco. E, antes de todos, contamos com eles. Como esperamos que contem connosco, que precisem de nós, que não prescindam nunca de que sejamos por eles e com eles.

 

A vida muda, vai mudando, a família transforma-se, as casas são outras, as caras também, os ritos vão ganhando e perdendo atributos, mas os irmãos são constância no tempo que passa, são ontem, hoje e amanhã. Crescem connosco, amadurecem connosco, envelhecem connosco.

 

Eu tenho um irmão e uma irmã. Não tenho memórias de viver sem eles e essa é uma das grandes felicidades da minha vida. Estiveram sempre, fomos sempre três, nunca vi o mundo sem eles. A generalidade das pessoas diz que somos muito diferentes. E somos. Mas somos, também, muito parecidos. E não sei o que mais nos aproxima e irmana, se as diferenças, se as parecenças.

 

A essência é a mesma. No fundo de cada um está uma mesma massa. Tudo depurado, decantadas todas as derivas impostas por percursos diversos, está lá uma mesma base. E a ela voltamos. Ao colo que tivemos, ao chão sólido que nos deu vida, aos exemplos e ensinamentos que nos moldaram. Aí está e estará sempre a nossa paz. E todos sabemos que é assim.

 

A graça de ter irmãos é tão grande e tão óbvia que nunca percebi por que não é devidamente celebrada. Por isso, quando enfim se promove o Dia dos Irmãos, 31 de Maio, junto-me à festa e saúdo os que deram corpo à ideia. É um excelente projecto. Faz falta parar para celebrarmos os Irmãos, os nossos Irmãos, o Irmão, a Irmã de cada um… São demasiado importantes, demasiado valiosos, demasiado imprescindíveis para que não nos assumamos imensamente gratos.

 

Os Irmãos são uma dádiva maior da Vida. E merecem ser honrados como tal.”

 

Texto Original: Sofia Galvão em Observador 28/05/2018

Ensaio do filósofo rafapaim às 00:00
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

Dá um jeito

O amor não morre. O que morre é o esforço de tentar em vão, de lutar batalhas inúteis, de ficar cansado da esperança de reciprocidade. O amor sempre permanece, o que vai embora mesmo é só a percepção errada que criamos sobre alguém que não merecia o nosso melhor.

Não é uma briga que atrapalha um relacionamento, são as desculpas esfarrapadas e não sentidas. Não é um desentendimento que destrói um amor, são as mentiras, enganos e falhas. Não é o trabalho que prejudica um namoro, é a falta de atenção. Não são os estudos que impedem um romance, é a ausência e o não querer saber. Não são os gostos diferentes que desanimam o casal, é a falta de diálogo e compromisso. Não é uma ligação não atendida, uma sms não retornada que esfria um amor, é a falta de interesse. Não é a distância que impede duas pessoas de estarem juntas, é o tanto faz. Quem quer, de coração, dá um jeito. Quem não quer, por desinteresse, mata mais um amor.

Ensaio do filósofo rafapaim às 13:02
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 18 de Maio de 2018

Take on me

 

Slowly learning that life is okay

Say after me

It's no better to be safe than sorry

 

a-ha - Take On Me [ Live From MTV Unplugged]

 

Ensaio do filósofo rafapaim às 17:51
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 8 de Maio de 2018

Radioactive

 

Confesso que nunca passou pela minha cabeça namorar você. Hoje acredito que fizemos a coisa certa, a gente não se atrai, a gente se atrita. A gente faz faísca. Eu te aconselho a me procurar, já que você não desiste de mim e eu não resisto a você. Amor não é quem te leva à loucura, é quem te traz a paz. A gente até pode ser um desacerto, e eu juro, por você, eu erro uma vida inteira!

 

Se nada mudar, invente … e quando mudar, entenda.

Se ficar difícil, enfrente ... e quando ficar fácil, agradeça.

Se a tristeza rondar, alegre-se … e quando ficar alegre, contagie.

Se o caminho for longo, persista … e quando chegar, comemore.

Se achar que acabou, recomece … e quando recomeçar, acredite.

 

 

Ensaio do filósofo rafapaim às 10:54
link do post | comentar | favorito
Sábado, 5 de Maio de 2018

Gosto daquela gente

 

Qualquer pessoa pode dar um bom conselho, mas nem todos podem dar um bom exemplo.

 

Só nos tornamos adultos quando perdemos o medo de errar. Crescer é tomar decisões e depois conviver em paz com a dúvida, nunca vamos ter a certeza absoluta de nada. Se te marcou, ficará em algum lugar dentro de ti. Não tem como apagar porque a vida não é como as redes sociais que podemos apagar e bloquear. A gente só precisa aprender a deixar em algum canto dentro de nós até que não faça diferença mais. Tudo que temos enfrentado é a preparação para viver tudo aquilo que sempre sonhamos.

 

Gosto daquela gente que faz o que diz, diz o que pensa, pensa no que sente e sente aquilo que diz.

 

Ensaio do filósofo rafapaim às 14:07
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 2 de Maio de 2018

Pessoas

Ter um sorriso no rosto e um pouco de esperança no coração são os meus pedidos … parecem bem simples, mas é assustador imaginar uma vida sem isso. Querendo ou não a gente é assim mesmo, se alimenta de esperanças sobre algo que não tem a chance de dar certo, se alimenta de amores inexistentes e de palavras que não dizem nada.

Sonhe alto, mas sonhe com os pés no chão, não crie expectativas, mas crie coragem. Não se ache melhor, mas se ache capaz, e se alguém tentar parar seu caminho mude de direção, mas não perca a razão. Se errar, pare por um instante, respire fundo e recomece.

Porque as aparências enchem os olhos, mas um bom coração transborda a alma. Você mente para não magoar, mas é a sua mentira que magoa. As pessoas andam muito preocupadas com toda essa vaidade de mostrar o que tem por fora, porque sabem muito bem que se fossem mostrar o que tem por dentro, não iam impressionar ninguém.

 

Nunca julgue as pessoas pelo seu passado:

Pessoas se arrependem…

Pessoas aprendem…

Pessoas amadurecem.

Ensaio do filósofo rafapaim às 18:28
link do post | comentar | favorito

.Agosto 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31