De Aurygos a 26 de Abril de 2008 às 20:42
Eis que, quando nada parece mudar,
o tempo nos obriga a esperar.
Tudo o que sempre é igual,
ganha então beleza tal,
que entre deuses e mortais,
encontram paridade não mais.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres