8 comentários:
De rafapaim a 12 de Setembro de 2006 às 22:50
Luisa... para que o ser humano se sinta bem é necesário arranjar um culpado ou dividir a culpa (ehehe) por isso o nosso "fado" é triste por natureza... então a gente culpa o Estado, o Povo ou o Pinto da Costa!
De Luisa a 12 de Setembro de 2006 às 18:55
oi... até seria bom nascermos como uma tábua rasa ... poderíamos sempre culpar nossa educação e os pais por nossos erros!, mas temos mais responsabilidade do que gostamos, dá-nos jeito "esquecermos", sermos inocentes; ... a memória curta interesse aos politicos e a nós tb. de repente fiquei baixo astral e não gosto, prefiro acreditar na beleza do colectivo cósmico, lindo e poderoso, os males são sempre menores. bjinhos luisa
De rafapaim a 11 de Setembro de 2006 às 23:13
Luisa... muito obrigado... tudo existe dentro de nós... então não nascemos como uma "tábua rasa" onde tudo vai sendo inscrito?!!! Um beijo!
De Luisa a 7 de Setembro de 2006 às 18:17
comprender sem vivenciar é simplesmente recordar, tudo já existe dentro de nós, o todo e o uno são um só, pelo menos assim acredito, e qt mais "descontrairmos" a sensibilidade mas o senso comum, a leitura colectiva faz eco em nós! ... bom, parabéns por esta filosofia barata, very light quase igual à filosofia da batata, bjinhos Luisa
De rafapaim a 7 de Setembro de 2006 às 00:40
elisa... e como aqui já foi dito... é as pequenas coisas que fazem a diferença!
De rafapaim a 7 de Setembro de 2006 às 00:38
Lu... Se fosse como no início da filosofia tudo que vivemos não poderia ser partilhado, sentido, entendido ou discutido com outro... afinal só quem passa por algo é que compreende o "verdadeiro valor"... é a interpretação pessoal de cada um que faz a experiência única! Não discuto... mas em tudo existe uma base, um sentido comum, não sei o que é perder um filho... mas entendo a dor de perder alguem querido... não me coloco na pele dos outros, não entendo "essa verdadeira e intensa sensação" mas claramente tenho noção e compreendo! Não se esqueça que talvez por isso o homem seja um ser sociavel... é porque nao é assim tao diferente do seu proximo... por isso não preciso ser para saber! Quem se assemelha junta-se... quem se junta assemelha-se!
De elisa a 6 de Setembro de 2006 às 10:25
É mesmo...e chama-se a isso empatia, algo a que muita gente não dá a devida importância.
Beijinhos:)!
De Lu a 5 de Setembro de 2006 às 15:33
oras... oras, senhorito rafapaim, agora o 'publico' quer saber o que tem a dizer quanto a essa elucubraçao filosofica! =D

Comentar post