6 comentários:
De Alexandra Guerreiro a 28 de Outubro de 2005 às 00:59
Sendo que tudo muda e se transforma, as atitudes e formas de ser alteram-se consoante as circunstâncias,os factos, as vivências do dia-a-dia. Até a pedra mais dura corrói e também o coração mais insensível se emociona, nem que seja uma vez, nem que seja num dia remoto, com algo que verdadeiramente lhe interessa.Esse é o dia do "click", da mudança em que o indivíduo se consciencializa de que para evoluir tem de mudar.O difícil é encontrar a coisa certa que o faça sensibilizar e sobretudo, fazer com que as outras pessoas percebam que cada um tem o seu "timming".É a hora para um mas pode não ser para o outro.Conjecturas e julgamentos são inerentes à pessoa humana, mesmo esforçando há sempre pensamentos menos bons e o exercício individual de evolução e contenção de negativismos nem sempre é fácil. Esperemos, cada um no seu tempo, pelas respectivas descobertas. Porém os princípes ou princesas encantadas.....são como os gambuzinos. E de qualquer forma o príncipe pode ser o mundo, a princesa a vida.......
De Ricardo a 17 de Outubro de 2005 às 18:19
Rafapaim... quem falou em protecção de minorias? Igualdade são leis iguais para todos. Não defendo a descriminação positiva em 99,9% dos casos. O que escrevi foi bem diferente disso! Foi o respeito pela diferença e pelas opções de vida... Abraço,
De rafapaim a 16 de Outubro de 2005 às 22:59
Ricardo... apenas não devemos é criar também tanta protecção a minorias e por vezes esquecer que as maiorias saem prejudicadas!
De rafapaim a 16 de Outubro de 2005 às 22:58
Lu... é mais fácil falar mal e ter inveja do que louvar!
De Ricardo a 14 de Outubro de 2005 às 22:31
Viva Rafapaim, Muitas das vezes considero que os amigos têm um papel redutor nas nossas escolhas e nós também o fazemos. Há pouca compreensão com tudo o que não é padronizado socialmente mas as pessoas esquecem-se que o que hoje não é aceite já o foi no passado e será no futuro, para voltar novamente a não ser. Por isso é importante praticar algo que é muito importante, leia-se, a tolerância! E praticá-la não só com palavras mas com actos. É preciso respeitar as escolhas de cada um e não infernizar as pessoas que fazem escolhas não padronizadas. E essa mensagem é importante! Abraço,
De Lu a 14 de Outubro de 2005 às 20:50
Existem muitas formas de se dizer a mesma coisa, mas as pessoas insistem em sempre se valerem da pior!.. Agora, principes sao caso serio, e raro - “Quase que prefiro não encontrar, para não ter que deixar depois.” Pode sim estar errado diante de uma concepçao alheia... mas compreender que existem momentos certos para dizer e para calar sempre é o melhor, dando espaço, entao, ao compartilhar!

Comentar post