.Filosofias Recentes

. Outro reinício ...

. 5 sentidos...

. Calma! Está tudo perfeita...

. É desta vez...

. Desperdício

. Indiferenças

. Certezas!

. Perspectivas…

. A dor do amor

. Também é amizade

. A vida segue!

. Livro dos Loucos

. Basta o essencial

. Redes Sociais

. Eu no meu papel

. Indian Piggy

. Anonimamente ela...

. Voltou a acontecer

. Eu quero ser o teu proble...

. The Space Between

. o quatro do quatro a uma ...

. Sutilmente

. Deus está aqui

. Semelhanças...

. Onde você mora?

.Filosofias Passadas

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Abril 2013

. Outubro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Quinta-feira, 28 de Outubro de 2004

Horas Negras - Cem anos depois...

Este texto encontra em Horas Negras!!! Pela sua piada resolvi, e com a autorização da autora do mesmo (que desde já agradeço a gentileza) publicar!!!

Antes de ler talvez seja melhor começar por aqui... O julgamento...

- Está iniciada a audiência. Ora bem, estive nestes cem anos a reler todo o processo da arguida, de modo a poder tomar uma decisão. Mas é claro que tudo vai depender do comportamento da arguida durante o tempo que esteve no Purgatório. Senhor Anjo da Guarda, que tem para nos dizer? E veja se é mais convincente desta vez...

- Senhor, Deus, Clementíssimo e Todo-Poderoso...

- Sim, eu sei que sou tudo isso. Já te avisei que esses métodos não resultam. Tu não me faças perder a minha infinita paciência.

- Altíssimo, observei cuidadosamente a minha cliente durante estes cem anos, e ela demonstrou um comportamento exemplar. Participou nos grupos de Oração, ofereceu-se para cumprir penitências de outros arguidos, e até participou nos trabalhos de limpeza e manutenção do Purgatório.

- Hummm... Estou impressionado, sim Senhor... Parece que um bocadinho de calor tem sempre uma função pedagógica. E o que tem o Diabo de Acusação a dizer a este Tribunal? E não preciso de relembrar que é necessário contenção...

- Mas com mil diabos, ainda nem abri a boca e já me cai tudo em cima?

- Não te enerves, e manda lá os teus mil diabos embora. A rapariga é só uma, não precisa de uma escolta tão grande. Conta lá de tua justiça.

- Bem, a minha visão dos factos é ligeiramente diferente. Após aturada investigação, presente nestes 253 dossiers, que já sei que não vou ler... conclui-se que a arguida fingiu estar doente 438 vezes para fugir às orações da manhã. Subornou os guardas do Purgatório, oferecendo favores sexuais em troca de fatias de salame e outras regalias alimentares. Não preciso relembrar que só nesta acção temos dois pecados capitais, a Luxuria e a Gula, pois não?

- Não, não precisas. Fui eu que os cataloguei e classifiquei, lembras-te?

- Perdão, perdão. Continuando, até mesmo a participação nos trabalhos de limpeza e manutençaõ foi apenas com o intuito de se conseguir infiltrar no sistema de segurança e baixar 20 graus à temperatura da sua cela.

Aconselho então este tribunal a considerar esta moça uma alma perdida, e a mandá-la para os quintos dos infernos, que por acaso é onde eu tenho uma mansão muito jeitosa, e aproveito para aprender aquela do...

Calma, calma, que quem decide sou Eu. Não estão sempre a dizer que eu sou omnipotente e coiso e tal? Bom, mas este caso precisa de uma análise mais cuidada. A arguida segue comigo para o meu castelo nas nuvens, por tempo indeterminado, até à decisão final. Está encerrada a audiência.

- ... olha, olha... e não é que Ele lhe passou a mão pelo pêlo? Eu bem me parecia que ela esteve o tempo todo a fazer-Lhe olhinhos. Sempre pensei que a Luxúria ia ser a perdição dela... afinal parece que foi a salvação.

- Anda lá, não penses mais nisso. Vamos mas é beber uma cerveja geladinha que eu estou com uma sede infernal. Ainda havemos de aprender aquela do...

FIM

Ensaio do filósofo rafapaim às 21:29
link do post | comentar | favorito
16 comentários:
De rafapaim a 30 de Outubro de 2004 às 13:22
Lu... acredito sim... desde que não seja eu!!! ehehe!!! Prefiro acreditar que algo nos faz querer ser boas pessoas... eu pelo menos tento todos os dias ser!
De Lu a 30 de Outubro de 2004 às 12:44
.. interessante ... mas .. e a perguntinha ? ... bjinhus .. até ...
De rafapaim a 30 de Outubro de 2004 às 07:05
Lu... acredito que não detesto você!!!
De Lu a 29 de Outubro de 2004 às 20:46
... não precisa me detestar ... mas não há lógica em coisas assim ... também não sou tapada ... ... não sigo meu sentimento por obrigação ... vc acredita numa Inteligênia Divina?...
De rafapaim a 29 de Outubro de 2004 às 20:21
Lu... não... detesto quem acredita em algo de forma tão "cega" que faz disso um modo de vida tão fundamentalista que não consegue compreender mais nada!!!
De Lu a 29 de Outubro de 2004 às 20:17
... como assim ... crença cega .. ? se é o que entendi ... temos a certeza no coração .. e ela só é chamada de fé ... e não á vemos .. por isso cega ... é isso que vc quis dizer? ...
De rafapaim a 29 de Outubro de 2004 às 18:33
Lu.. então chegou onde eu queria... é isso mesmo... acreditar não significa uma crença cega!!! Pode procurar que já houve texto "bem" comentados!!!
De Lu a 29 de Outubro de 2004 às 17:18
... se formos continuar á falar disso .. esse será seu texto mais comentado ... acredito criticamente ... dúvido em muito da religião católica ... acredito no que sinto ... e ísso é bom ...
De rafapaim a 29 de Outubro de 2004 às 12:22
Lu.. foi Ele que nos deu a capacidade de colocar tudo em dúvida... a fé pode também passar por não acreditar por acreditar... mas por acreditar com certezas!!! As sucessivas questões que igreja levanta não são sempre motivo de afastamento ou descrença... o espírito crítico deve sempre permanecer!
De rafapaim a 29 de Outubro de 2004 às 12:19
Ricardo... hum... não ias ser um dos primeiros a arder na fogueira?!?!?

Comentar post

.Agosto 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31