.Filosofias Recentes

. Outro reinício ...

. 5 sentidos...

. Calma! Está tudo perfeita...

. É desta vez...

. Desperdício

. Indiferenças

. Certezas!

. Perspectivas…

. A dor do amor

. Também é amizade

. A vida segue!

. Livro dos Loucos

. Basta o essencial

. Redes Sociais

. Eu no meu papel

. Indian Piggy

. Anonimamente ela...

. Voltou a acontecer

. Eu quero ser o teu proble...

. The Space Between

. o quatro do quatro a uma ...

. Sutilmente

. Deus está aqui

. Semelhanças...

. Onde você mora?

.Filosofias Passadas

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Abril 2013

. Outubro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Sexta-feira, 18 de Junho de 2004

When you say nothing at all

It's amazing
How you can speak
Right to my heart

Without saying a word,
You can light up the dark
Try as I may I could never explain
What I hear when
You don't say a thing

The smile on your face
Lets me know
That you need me
There's a truth In your eyes
Saying you'll never leave me
The touch of your hand says
You'll catch me
Whenever I fall You say it best
When you say
Nothing at all

All day long
I can hear people
Talking out loud
But when you hold me near
You drown out the crowd
Try as they may
They can never define
What's been said
Between your Heart and mine

You say it best
When you say
Nothing at all

You say it best
When you say
Nothing at all

The smile on your face
The truth in your eyes
The touch of your hand
Let's me know
That you need me

You say it best
When you say
Nothing at all

Ronan Keating

Ensaio do filósofo rafapaim às 21:16
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De rafapaim a 19 de Junho de 2004 às 10:40
patinhas... um belo conselho!
De rafapaim a 19 de Junho de 2004 às 10:38
Tim Bora... e com esse comentário disse tudo!!!
De rafapaim a 19 de Junho de 2004 às 10:38
M... por vezes o silêncio pode originar confusão, por vezes criar dúvidas... mas também pode ser tão claro e tão evidente que podemos ser os únicos a não querer ouvir! (eu sei que tu sabes que eu sei que tu sabes!) R@aq*
De patinhas a 19 de Junho de 2004 às 01:06
vamos saber escutar a musica e aprender com ela
tem um bom fim de semana
fica bem
De Tim Bora a 18 de Junho de 2004 às 23:32
É preciso saber escutar o silêncio. Às vezes diz-nos mais que as palavras. Bom fim de semana.
De M! a 18 de Junho de 2004 às 21:33
"Try as I may I can never explain ,What I hear when you don't say a thing "! show de bola essa música!=P AQ*

Comentar post

.Agosto 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31