.Filosofias Recentes

. Find Me

. Outro reinício ...

. 5 sentidos...

. Calma! Está tudo perfeita...

. É desta vez...

. Desperdício

. Indiferenças

. Certezas!

. Perspectivas…

. A dor do amor

. Também é amizade

. A vida segue!

. Livro dos Loucos

. Basta o essencial

. Redes Sociais

. Eu no meu papel

. Indian Piggy

. Anonimamente ela...

. Voltou a acontecer

. Eu quero ser o teu proble...

. The Space Between

. o quatro do quatro a uma ...

. Sutilmente

. Deus está aqui

. Semelhanças...

.Filosofias Passadas

. Agosto 2017

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Abril 2013

. Outubro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2010

Back to the future...

Não pretendo mudar nada do passado…

Somos como somos porque tudo aconteceu da forma que aconteceu... querer alterar alguma coisa seria mudar tudo aquilo que gosta, admira e se orgulha... tudo aquilo que é, e tudo que pode ainda vir a mudar, melhorar e fazer!

Pretende alterar onde errou? falhou?
Queria fazer diferente? tomar outra decisão?

Entao mude no seu presente, mude a sua atitude e acredite que agir hoje altera de certeza o seu futuro!!! Não se deixe ficar no passado, a viver de histórias e recordações... volte atrás “pegue” em si e traga de volta para o dia de hoje! Não nos esqueçemos do que nos marca a alma... não deixamos de sentir saudades mas aceitar as coisas como foram e como são é a única forma de fazer diferente!

Troque as recordações por ambições
Troque as saudades por sonhos
Troque a nostalgia pela antecipação

Faz da tua ausência o bastante para que eu venha a sentir tua falta... mas não o bastante a ponto que eu venha acostumar a viver sem ti.

Do not worry about growing old… but instead in growing up

Ensaio do filósofo rafapaim às 11:19
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Domingo, 24 de Janeiro de 2010

Descobertas...

Acho que os sentimentos se perdem nas palavras. Todos deveriam ser transformados em acções, em acções que tragam resultados. Os nossos amigos conhecem-nos na prosperidade. Nós conhecemos os nossos amigos na adversidade. A função correcta de um amigo consiste em apoiar-te quando erras. Infelizmente, a maior parte das pessoas só está do teu lado enquanto permaneces no caminho certo. A amizade não é apoiar os amigos quando eles têm razão, mas quando erram.
Ensaio do filósofo rafapaim às 21:29
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 19 de Janeiro de 2010

Talvez nunca estejamos preparados?

" Não é se irritando ou se trancando em calabouços sombrios (aquela ala de nosso coração, que abriga nossos ódios, mágoas, medos, inseguranças, incertezas) que resolvemos algum impasse. Respeitamos quem somos quando conhecemos nossos limites, bem como respeitamos nosso próximo quando entendemos vossos limites – mas respeitamos também quando entendemos os limites reais e entendemos que podemos fazer algo para realmente perdoar, perdoar-se, e mandar os pensamentos ruins para o devido lugar – o esquecimento. "

... do blog Singular* da Lu Longarez!!!

Ensaio do filósofo rafapaim às 20:36
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010

Não se trata de destino...

O sentido da vida é perder quem amamos… nesse dia compreenderemos melhor tudo o que significaram para nós... o resultado é entender o que pensavamos e sentiamos por essas pessoas... o que sobrar disto é o amor, amizade e respeito que tinhamos por quem nos deixou... é inerente ao ser humano valorizar mais as coisas depois de perder...

Por mais que tentem, por mais que demonstrem... o fim tem sempre consigo um despertar de palavras não ditas e gestos não executados... o tempo não chega para demonstrar amor... os gestos e palavras não seriam suficientes para demonstrar amor...  resta ao fim ser o fim!

Contudo este sentimento não tem necessariamente de ser de tristeza... dor... é importante saber viver tudo (existe um certo equilíbrio entre o bom e mau)... e nesta hora quanto mais doer mais importante foi... e é dessa forma que vale a pena... e são essas experiências e histórias que nos marcam pela sua intensidade e pela sua felicidade e alegria!

Guardamos só o que é bom de guardar... e enquanto acreditarmos em algo não deixaremos de querer viver... mesmo quando podemos viver tristezas e dores provocadas pelos outros... mas na vida a nossa verdade nao é a realidade... existe o seu lado... o lado do outro... e provavelmente no meio a realidade que resulta de ambas as visões retirando a componente dos sentimentos e emoções!

É necessario bater no fundo para depois subir... é necessário doer para sarar... é preciso não perder o rumo e saber aceitar as coisas como são... não como julga que são... não se deixe cegar pelo que acha ou pensa que viu porque o essencial é invisível aos olhos... e apenas a falta de amor no coração nos impede de ver o mais importante.

Espero que as coisas sigam a sua ordem natural... que certos acontecimentos não atrapalhem essa lógica... estamos preparados para aceitar certas coisas mas nunca estaremos prontos para elas.

Saudades e sinto sua falta...

Ensaio do filósofo rafapaim às 13:17
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 17 de Janeiro de 2010

Gravity

Something always brings me back to you.
It never takes too long.
No matter what I say or do I'll still feel you here 'til the moment I'm gone.
You hold me without touch.
You keep me without chains.
I never wanted anything so much than to drown in your love and not feel your rain.

Set me free, leave me be.
I don't want to fall another moment into your gravity.
Here I am and I stand so tall, just the way I'm supposed to be.
But you're on to me and all over me.

You loved me 'cause I'm fragile.
When I thought that I was strong.
But you touch me for a little while and all my fragile strength is gone.

Set me free, leave me be.
I don't want to fall another moment into your gravity.
Here I am and I stand so tall, just the way I'm supposed to be.
But you're on to me and all over me.

I live here on my knees as I try to make you see that you're
everything I think I need here on the ground.
But you're neither friend nor foe though I can't seem to let you go.
The one thing that I still know is that you're keeping me down.

You’re on to me, you’re on to me and all over...
Something always brings me back to you.
It never takes too long.

Sara Bareilles

Ensaio do filósofo rafapaim às 01:47
link do post | comentar | favorito
Sábado, 16 de Janeiro de 2010

Feliz!!! :)

Hoje acordei mais feliz…

Simplesmente senti que estou mais feliz… mais calmo… e mais contente…

Não resolvi nenhum problema… mas continuo confiante e empenhado em ajudar e a lutar…
Não deixei de errar ou falhar… mas continuo a assumir e a tentar melhorar…
Não estou apaixonado… mas continuo a acreditar no amor…
Não deixei de estar triste… mas continuo a saber que foi pelo melhor…

Mais feliz porque tudo o que aconteceu teve uma razão, e que é nestas alturas que descobrimos quem somos… com quem podemos contar… como são as pessoas… e nunca é cedo nem tarde para este dia!

Hoje irei dormir mais feliz…

" Quanto mais alto voamos mais pequenos parecemos aos olhos daqueles que não conseguem voar "

Ensaio do filósofo rafapaim às 09:15
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2010

Meet Me Halfway

Engraçado como existem certas pessoas que nos conhecem melhor do que pensamos… muitas vezes melhor mesmo de quem nos é próximo e tinha esse dever! Rezam as filosofias baratas que não conseguimos observar o que esta mesmo ao nosso lado… aquilo que temos… “o essencial é invisível aos olhos… o importante a gente vê com o coração”

Acreditam e confiam na nossa palavra… seria melhor um segundo de uma vida de coragem do que uma vida inteira de covardia! Contudo não seja imprudente… e não quebre nem passe essa linha ténue entre aquilo que pode e deve fazer e o que pode e deve esperar…

A vida também é um jogo de equilíbrios… de necessidades… de anseios… se avançar demais perde o sentido porque só teve o seu empenho! É necessário saber recuar, saber que existe um ponto a partir do qual perde a essência, a magia…

Acredito em muita coisa que não vejo… mas acredito porque sinto…

Realmente é simples… é confiança… é amor… são a mesma coisa… são todos a querer a mesma coisa…

Ensaio do filósofo rafapaim às 00:50
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 12 de Janeiro de 2010

Nao é hora...

A vida somos nós que a fazemos... eu sei que parece uma banalidade mas o dia a dia é feito de pequenos nadas, tudo depende da forma como encaramos as situações.

Pode ser simples... existem sempre valores a cumprir... se não fizer tudo, pelo menos faça tudo que conseguir e não desista de tentar.

Muita coisa mudou... fiquei sem raízes de um lugar... fiquei sem lar para regressar... é esta briga silênciosa que temos de travar todos os dias, a parte que é comum a todos é algo de invisível e só um de nós sofre (dor física) por isso.

Tentei passar despercebido... tentei não complicar... tentei proteger tudo e todos... esqueci que temos de partilhar e enfrentar juntos... mesmo que custe não devemos agora brigar!

Na verdade a vida tem coisas mais importantes do que tu... do que eu... do que nós... um beijo daqui para aí...

Ensaio do filósofo rafapaim às 07:42
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 11 de Janeiro de 2010

O Regresso

O regresso…

… ao frio… ao trabalho… a uma rotina… sentir de novo saudades e preocupação com os que estão longe… foi complicado assistir ao vivo o que apenas sabia por pensamento! Valeu… sinto que foi importante, sinto que apesar de tudo existe algo que não se quebra…

Misto de sensações que faz tudo parecer tão insignificante perto da dor de quem nos é próximo… de quem nos criou… todos os meus problemas, medos, perdas perto de tamanha realidade não são nada! A minha vontade, alegria aqueça o vosso coração…

O regresso…

… ao calor… ao carinho… e amizade… as pessoas que menos esperava surpreenderam com a sua preocupação, votos de saúde... sensíveis e atenciosos quiseram saber como eu estava… como estavam todos… realmente nestes momentos quem acreditamos poder contar por vezes desilude… mas contrariando divergências e outras questões a palavra amiga surge de onde menos esperamos!

Obrigado a todos pela vossa força…

Ensaio do filósofo rafapaim às 19:15
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010

Love Actually




... enough ... enough now ...

... todas as promessas cumpridas... todas as apostas pagas... todos os pedidos satisfeitos! Que o medo... de errar... de sofrer... de arriscar não nos impeça de viver...

Ensaio do filósofo rafapaim às 09:00
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 1 de Janeiro de 2010

Será mentira ou verdade?

A Mentira

- " Foi dor, mágoa, solidão, foi precisar de ti e não te ter, foi um erro e uma mentira, foi medo, foi errar sucessivamente, foi procurar-te e não encontrar-te, foi querer olhar para ti e tu não estares lá...foi grave, foi sem razão, foi sem sentimento, foi com tristeza e sem alegria...foi ser cruel, foi não ser “eu”...
Foi saber que não estava certo, foi não estar ali, mas estar ao mesmo tempo uma e outra vez... sem sentido, sem compreensão, sem nada querer procurar, sem nada para encontrar... sem te encontrar! "

A Verdade

- " É amar-te, querer ser melhor e mais, é querer-te acima de qualquer erro e qualquer dor, mágoa ou mentira...é querer o teu amor, o teu abraço, o teu beijo... é querer ser feliz, é saber que és mais e que juntos somos melhor...é conhecer-te e saber quem tu és, e querer essa pessoa! "

Ensaio do filósofo rafapaim às 12:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31