.Filosofias Recentes

. Outro reinício ...

. 5 sentidos...

. Calma! Está tudo perfeita...

. É desta vez...

. Desperdício

. Indiferenças

. Certezas!

. Perspectivas…

. A dor do amor

. Também é amizade

. A vida segue!

. Livro dos Loucos

. Basta o essencial

. Redes Sociais

. Eu no meu papel

. Indian Piggy

. Anonimamente ela...

. Voltou a acontecer

. Eu quero ser o teu proble...

. The Space Between

. o quatro do quatro a uma ...

. Sutilmente

. Deus está aqui

. Semelhanças...

. Onde você mora?

.Filosofias Passadas

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Abril 2013

. Outubro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Quarta-feira, 30 de Julho de 2008

Primeira e única vez

Existem acontecimentos impossíveis de recriar… frases impossíveis de repetir… e gestos impossíveis de reviver!

Guardamos em uma fase da nossa vida algo que só poderemos entregar uma única vez… tentamos entender e perceber para falar uma primeira vez… e fechamos os olhos e saltamos para o infinito de uma só vez…

Certo dia… tudo o que se fez … já foi feito… tudo o que se disse… já foi dito… não por outros mas por si!

Poderia acreditar que quando se repete um feito é porque se gostou… poderia acreditar que quando se espera para fazer é porque é especial… sinceramente acredito em tudo… até porque recentemente escutei que a normalidade é um conjunto de adaptações!!!

Quando decidir fazer… faça tudo… quando decidir falar… diga tudo… mesmo que o tenha de fazer muitas vezes!

… e quando falar… sinta o que diz… e quando fizer… entenda o que fez…

Ensaio do filósofo rafapaim às 22:52
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 16 de Julho de 2008

Este inferno de amar

Este inferno de amar - como eu amo!
Quem mo pôs aqui n'alma... quem foi?
Esta chama que alenta e consome,
Que é a vida - e que a vida destrói -
Como é que se veio a atear,
Quando - ai quando se há-de ela apagar?

Eu não sei, não me lembra: o passado,
A outra vida que dantes vivi
Era um sonho talvez... - foi um sonho -
Em que paz tão serena a dormi!
Oh! que doce era aquele sonhar...
Quem me veio, ai de mim! despertar?

Só me lembra que um dia formoso
Eu passei... dava o sol tanta luz!
E os meus olhos, que vagos giravam,
Em seus olhos ardentes os pus.
Que fez ela? eu que fiz? - Não no sei;
Mas nessa hora a viver comecei...

Almeida Garrett

Ensaio do filósofo rafapaim às 15:53
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Domingo, 13 de Julho de 2008

Realize

Take time to realize
That your warmth is crashing down on in
Take time to realize
That I am on your side
Didn't I, didn't I tell you?

But I can't spell it out for you
No, it's never gonna be that simple
No, I can't spell it out for you

If you just realize what I just realized
That we'd be perfect for each other
And we'll never find another
Just realize what I just realized
We'd never have to wonder
If we missed out on each other, now

Take time to realize
Oh oh, I'm on your side
Didn't I, didn't I tell you
Take time to realize
Oh oh, I'm on your side
Ohhh, Ohhh

But I can't spell it out for you
No, it's never gonna be that simple
No, I can't spell it out for you

If you just realize what I just realized
That we'd be perfect for each other
And we'll never find another
Just realize what I just realized
We'd never have to wonder
If we missed out on each other, but

It's not the same
No, it's never the same
If you don't feel it too
If you meet me half way
If you would meet me half way
It could be the same for you

If you just realize what I just realized
That we'd be perfect for each other
And we'll never find another
Just realize what I just realized
We'd never have to wonder
If we missed out on each other

If you just realize what I just realized
That we'd be perfect for each other
And we'll never find another
Just realize what I just realized
We'd never have to wonder
If we missed out on each other, now
Missed out on each other now
Missed out on each other now
Missed out on each other now

Realize, realize, realize, realize...

Colbie Caillat

Ensaio do filósofo rafapaim às 02:52
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Julho de 2008

Into the wild

É realmente filosofia barata mas todos sabemos que a vida é mais do que “coisas”…

O melhor não tem preço, apenas é preciso atenção e deixar acontecer… por vezes tudo o que precisamos esta em nós ou em quem nos é próximo!!!

Existem momentos em que não é preciso ser forte… nem parecer forte… apenas é preciso sentir-se forte!

Existem momentos em que não é preciso ser o melhor… nem ter medo de falhar… apenas é preciso arriscar!

Existem momentos que não precisa falar… não precisa escutar nem ouvir… apenas é preciso sentir!

Não se deixe cair em pequenas alegrias, em falsas manias e em grandes fantasias…

“… lembra-te daquilo que eu te dou e tu não vês … tudo era para ser eterno.. e tu para sempre meu…”

Ensaio do filósofo rafapaim às 01:05
link do post | comentar | favorito

.Agosto 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31