.Filosofias Recentes

. Find Me

. Outro reinício ...

. 5 sentidos...

. Calma! Está tudo perfeita...

. É desta vez...

. Desperdício

. Indiferenças

. Certezas!

. Perspectivas…

. A dor do amor

. Também é amizade

. A vida segue!

. Livro dos Loucos

. Basta o essencial

. Redes Sociais

. Eu no meu papel

. Indian Piggy

. Anonimamente ela...

. Voltou a acontecer

. Eu quero ser o teu proble...

. The Space Between

. o quatro do quatro a uma ...

. Sutilmente

. Deus está aqui

. Semelhanças...

.Filosofias Passadas

. Agosto 2017

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Abril 2013

. Outubro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Sábado, 29 de Julho de 2006

Rien Jaquelin que te afogas!!!

Começou o Carnaval antecipado!!!

Os emigrantes chegaram... tirando os carros franceses tudo parece igual... voltam para manter as ligações às terras que os viram partir!!! Venham os churrascos, os copos, os bailaricos e filhas oferecidas... os filhos com penteados ridículos e brincos... viva a nova língua...

Se tem coisa que acho piada nos emigrantes é que eles gostam de ser portugueses lá fora... então porque raio quando aqui chegam não falam português... tirando a falta de gosto... e o gosto por ser brega... estas pessoas de português não tem nada!!!

Welcome - Bienvenue - Willkommen

Ensaio do filósofo rafapaim às 20:33
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Sexta-feira, 21 de Julho de 2006

Regras e excepções à regra

Só existe uma regra que não tem excepção… é a própria regra que diz que todas as regras tem excepção…

Deste modo para ser comprovada como uma regra esta tem de ter uma excepção… senão não falávamos que toda a regra tem excepção…

Logo a regra que todas as regras tem excepção não é uma regra… porque a excepção à regra não tem excepção o que não lhe confere o poder de regra!!!

Ou é possível existir uma regra sem excepção… para que a regra que diz que todas as regras tem uma excepção passa esta a ter a sua própria excepção… mas surge o problema que então vai existir uma regra que passa a não ter excepção o que por sua vez invalida essa regra porque ela não tem excepção à regra!!!

Ou não existem regras ou não existem excepções à regra ou então é filosofia barata!!!

Ensaio do filósofo rafapaim às 00:06
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
Quarta-feira, 19 de Julho de 2006

As perguntas eternas!!!

O tempo passa… a humanidade evolui… e as questões fundamentais são outras…

Até aqui tudo bem… todos os ingredientes para uma filosofia barata… podia ainda acrescentar que o que era antes importante agora já não é mais (e continuando assim gasto todos os chavões, máximas e dizeres do povo num só ensaio!!!).

Quem somos… de onde viemos e para onde vamos?!

Eram estas as questões que queríamos ver respondidas… mas com essa suposta evolução as respostas estão dadas!!!

Para ser… é preciso parecer… ser famoso, reconhecido é o objectivo da existência! O motivo pouco importa, o que vale é reconhecimento público!!!

De onde viemos… fácil procura no google… se não aparecer é porque lá não tinha net, msn e TV a cores!!!

Para onde vamos… supostamente a lado nenhum… bem mais fácil mandar que venham até nós… a preguiça sempre foi aliada de grandes invenções… viva o controle remoto!!!!

Hoje as perguntas são bem menores…

Elas querem ser magras… ser belas… lindas e poderosas… regredimos ao tempo da mulher objecto!!!

Eles… continuam na mesma… querendo mulheres objecto!!!

O que realmente mudou?!? A forma como elas se depilam na zona genital… tirando isso... tudo igual!!!

PS: Até a pergunta eterna da Guerra dos Sexos virou outra: Não importa mais o tamanho “dele” mas sim o tamanho da “dela”

Ensaio do filósofo rafapaim às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Terça-feira, 18 de Julho de 2006

Let Me Entertain You

Hell is gone and heaven's here
There's nothing left for you to fear
Shake your ass come over here
Now scream
I'm a burning effigy
Of everything I used to be
You're my rock of empathy, my dear

So come on let me entertain you
Let me entertain you

Life's too short for you to die
So grab yourself an alibi
Heaven knows your mother lied
Mon cher
Separate your right from wrongs
Come and sing a different song
The kettle's on so don't be long
Mon cher

So come on let me entertain you
Let me entertain you

Look me up in the yellow pages
I will be your rock of ages
Your see through fads and your crazy phases yeah
Little Bo Peep has lost his sheep
He popped a pill and fell asleep
The dew is wet but the grass is sweet my dear

Your mind gets burned
With the habits you've learned
But we're the generation that's got to be heard
You're tired of your teachers and your school's a drag
You're not going to end up like your mum and dad

So come on let me entertain you
Let me entertain you
Let me entertain you

He may be good he may be outta sight
But he can't be here so come around tonight
Here is the place where the feeling grows
You gotta get high before you taste the lows
So come on

Let me entertain you
Let me entertain you (entertain you)
So come on let me entertain you
Let me entertain you (entertain you)

Come on, come on, come on, come on

Robbie Williams

Ensaio do filósofo rafapaim às 22:27
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 15 de Julho de 2006

Filho da Mãe

Nunca entendi esta ofensa…

Qual o problema de ser chamado pelo grau de parentesco com o nosso ascendente do sexo feminino?!

Eu ficava chateado de ser assim chamado se tivesse nascido de um ovo… nesse caso era de esperar que ao ser chamado de “filho da mãe” eu ficasse realmente chateado:

- “ Filho da mãe és tu ó palhaço… eu nasci na melhor casca de ovo que existe, isso de ter mãe é para ti”

Depois pensei que a ofensa podia ser para a mãe… isto porque o “filho da *profissão mais velha do mundo*” têm essa conotação depreciativa para a progenitora!!!

Qual a razão que levaria a ser ofensivo para uma mãe ser chamada de “mãe do seu filho”?

Mesmo o filho sendo um grande desgosto as mães têm a tendência natural para assumir os seus filhos:

- “ Aquele rapaz não é meu filho… por favor não me chame assim… ele foi adoptado!!!”

Realmente não compreendo… e hoje depois do aniversário da minha mãe, assumo publicamente… eu sou o filho da minha mãe!!!

Salve o 14.07.06 - Parabéns Mãe!!!

Ensaio do filósofo rafapaim às 01:34
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Quarta-feira, 12 de Julho de 2006

Manobra perigosa!

Existe uma clara correlação entre conduzir e “tirar uns macacos do nariz”…

Não existe uma única vez em que num qualquer engarrafamento não veja um cidadão com o dedo espetado na narina… é curioso como apesar de rodeado por centenas de carros aquela pessoa julga que pode passar despercebida enquanto trata da sua higiene pessoal!!!

Cada vez mais perseguem os condutores que falam ao telemóvel enquanto conduzem por afirmarem que causa distracção e provoca diminuição no tempo de reacção?!?! Pensando bem… e não é assim uma filosofia tão barata quanto isso, o facto de ter a mão ocupada em tal operação também poderá provocar os mesmos efeitos?!

O apelo da mãe natureza é enorme ao volante… tentei entender a razão mas não cheguei a nenhuma conclusão… o carro não é de longe o melhor local para tal façanha… que o tipo possa enfiar o dedo no nariz e sacar de lá um belo exemplar tudo bem… agora o depois?!... sim, o truque de enrolar entre os dedos e originar uma forma cilíndrica para que possa ser atirado num movimento coordenado para longe? Ou ainda o velho colar debaixo de uma cadeira, mesa, etc.?!

Hoje em dia os mais variados tipos de arte estão a ser perdidos… qualquer dia dou com os portugueses a limpar a cera dos ouvidos, a cuspir para o chão e a coçar os tomates dentro do carro…

Auto de contra-ordenação:

Infracção ao artigo n.º 123456789 do Código da Estrada, coima de 250,00 euros, uso, manobragem e retirada de objectos perigosos da cavidade nasal.

Ensaio do filósofo rafapaim às 23:58
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 8 de Julho de 2006

08/07/06

iron_heart.jpg

Muitos Parabéns!!!

Ensaio do filósofo rafapaim às 02:14
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 7 de Julho de 2006

De uma amiga especial

"E agora já sou grande…
Já não faço colecções de folhas, nem de borrachas ou de latas e calendários
Não salto ao elástico,
Nem jogo à macaca
Deixei de ser a Ana Papi da Fonte da Telha,
Não tenho medo do escuro,
Nem imagino monstros horrendos a povoarem o meu quarto,
Às vezes apetecia-me tudo isto outra vez…
Tenho outros medos, outros monstros
E já ninguém me quer indicar o certo ou o errado,
Acham que já sei…
Já sou crescida…
Mas não sei se quero...
Porque no fundo, continuo a sentir-me pequenina…
Muito pequenina…"
Ensaio do filósofo rafapaim às 23:40
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 5 de Julho de 2006

Humor Negro

Não existe evento social mais marcante que um velório…

Nos nossos dias, deixou de ser um acontecimento imprevisível para passar a um metódico e complexo jogo de influências!!! Única diferença de uma festa formal é que não recebemos convites… (traje escuro!)!

O mais importante também deixou de ser o facto de irmos transmitir os nossos pêsames e condolências à família do falecido… passou a dar lugar a um “ver e ser visto”… a imagem que os outros ficam da nossa presença é crucial para sobreviver neste mundo!!!

Questões importantes a resolver:

Quando chegar?

- Muito cedo não provoca o impacto necessário… poucas pessoas vão estar atentas ao primeiros participantes! O ideal é chegar quando a coisa estiver a aquecer, reconhece isso quando já existir umas quantas pessoas a chorar…

Quem cumprimentar?

- É importante conhecer algum familiar do falecido (ao menos que seja vendedor de seguros ou um participante profissional de velórios!!!), esse deve ser primeiro alvo! Comece por umas palavras bonitas, e todas as pessoas viram boas depois de mortas… um abraço com duas sonoras pancadas nas costas… não uma que parece que não é chegado ao seu amigo… nem três que vai soar a falso!

Que postura manter?

- Deixe a sua marca… neste campo é importante jogar os seus melhores trunfos… resulta sempre a curiosidade mórbida em querer saber como foram os últimos momentos do falecido! O humor negro quando bem utilizado também é uma eficaz arma para deixar uma lembrança da sua presença (não adianta ir e não ser recordado!). Em casos extremos pode optar por umas gargalhadas de forma a incomodar os presentes, que primeiramente vão achar que é falta de educação mas com o passar tempo será recordado como estando presente nas horas difíceis!!!

Quando ir embora?

- A hora da saída é a solução deste puzzle… o tempo tem de ser o suficiente para parecer que estava interessado no bem-estar dos entes queridos do falecido… igualmente suficiente para deixar a sua marca… e se possível ficar ao corrente de uma ou outra curiosidade de algum amigo. Pode aproveitar a despedida de alguém e juntar-se fazendo que pareça uma acção concertada (cuidado ao seleccionar o grupo da despedida e não o faça quando muito numeroso!!!). É uma questão que fica em aberto e que depois de você chegar irá se colocar milhares de vezes!!!

Com este pequeno manual garanto que sai vivo de lá (estes trocadilhos com morte e vida são tão maus!)

Ps: Um grande abraço, e o meu maior respeito por alguém que nas horas mais complicadas nunca perde a sua forma de estar e que nos ensina sempre que com os amigos por perto tudo se torna mais fácil… penso que falo em nome de todos quando te digo: “estamos lá para quando quiseres ou precisares!”.

Ensaio do filósofo rafapaim às 02:03
link do post | comentar | favorito
Domingo, 2 de Julho de 2006

Não se fala de mais nada!

Nem tudo o que o povo diz é verdade… nem todos os chavões são filosofias baratas… e para provar isso podia criar uma qualquer filosofia barata sobre o tema!!!

Em primeiro lugar a fé não move montanhas… e seja lá o Ricardo e o Felipão e todo o Portugal “adeptos” e crentes em uma santidade seriam facilmente derrubados pelos chineses que são imensos e a equipa de futebol não é campeã o mundo… logo o querer… o acreditar e o ter fé… se mover montanhas não ajuda os artistas da bola.

Deus deve mesmo ser brasileiro porque sem Carnaval, sem Passagem de Ano e agora sem a equipa no Mundial aquele povo ainda vai fazer uma qualquer festa… nem que seja o facto de o João Kleber estar cá e não lá!!!

E se o Europeu fez o país todo só falar de dois temas… futebol e crise… o Mundial é bem mais poderoso… só falamos de futebol… uma demissão no Governo e o Jornal abre com declarações do Ricardo…

Seja como for… agora somos mais 180 milhões… e até dia 5 de Julho somos bestiais!!!!

Ensaio do filósofo rafapaim às 20:53
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31