.Filosofias Recentes

. Find Me

. Outro reinício ...

. 5 sentidos...

. Calma! Está tudo perfeita...

. É desta vez...

. Desperdício

. Indiferenças

. Certezas!

. Perspectivas…

. A dor do amor

. Também é amizade

. A vida segue!

. Livro dos Loucos

. Basta o essencial

. Redes Sociais

. Eu no meu papel

. Indian Piggy

. Anonimamente ela...

. Voltou a acontecer

. Eu quero ser o teu proble...

. The Space Between

. o quatro do quatro a uma ...

. Sutilmente

. Deus está aqui

. Semelhanças...

.Filosofias Passadas

. Agosto 2017

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Abril 2013

. Outubro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Sábado, 28 de Janeiro de 2006

Ter fé...

Alguma vez chegamos a conhecer totalmente alguém?!

E será que alguma vez nos damos a conhecer totalmente?!

É mais que necessário existir momentos só nossos, segredos só nossos e coisas só nossas... ser totalmente transparente é monótono ou mesmo detestável... conhecer tudo sobre alguém poderia nos levar a detestar essa pessoa.

Vai existir um defeito, uma história, um vício, um jeito, uma frase, um passado que abala toda a nossa confiança... e as pessoas será que são o que sempre dizem ser?!

São perguntas que provavelmente uma vez na vida iremos fazer... e que serão igualmente colocas sobre nós!!!

Se muito procurar... você vai achar...

Nisto só adianta acreditar... a esperança vê o invisível, sente o intangível e alcança o impossível.

Ensaio do filósofo rafapaim às 00:34
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2006

"upa"... vamos a isto!

Pertencemos a uma geração de “upas”…

Tudo porque os pais dos pais dos nossos pais, tiveram a brilhante ideia de um dia ao subir um passeio com pais dos nossos pais, pela mão e ainda crianças, de dizer essa curiosa expressão… “upa”…

Depois os pais dos nossos pais incutidos por toda uma infância em que todos os obstáculos eram ultrapassados com um vigoroso “upa”… e cada degrau, passeio, salto, agilidade eram precedidos dessa pequena oração não tiveram escolha em também transmitir aos filhos a herança deixada pelos seus antecessores…

Sobraram os nossos pais que à falta de melhor, e pensando eles que aquilo incentiva alguém, resolveram dar continuidade à saga… e lá andamos nós com “upa” para aqui e “upa” para lá…

O que me deixa a pensar que um dia é a minha vez… será mesmo que eu serei um prossecutor desta “filosofia de vida”?!?! E qual o papel de tanto “upa” na minha vida?!

Primeiro exame… “upa” lá vou eu…
Primeira namorada… “upa” lá vou eu…
Primeiro emprego… “upa” lá vou eu…
Primeiro filho… “upa” lá vou eu dizer ao miúdo “upa”…

Vai na volta… isto do “upa” até serve para várias coisas… afinal os pais dos pais dos nossos pais sabiam da coisa!!!

Ensaio do filósofo rafapaim às 23:01
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Domingo, 8 de Janeiro de 2006

Explicação para tudo

E porque Filosofia Barata pode ser até frase feita...

Se algo mexer, pertence à Biologia;

Se algo feder, pertence à Química;

Se algo não funcionar, pertence à Física;

Se ninguém entende, é Matemática;

Se não faz sentido, é Economia ou Psicologia...

Mas se algo não mexe, não fede, não funciona, ninguém entende e não faz sentido, é Informática...

Ensaio do filósofo rafapaim às 19:25
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Terça-feira, 3 de Janeiro de 2006

E tudo volta à normalidade...

E tudo novamente se repete… o natal chega e com ele os presentes! Mas não só… o ano normalmente também acaba por esta altura (essa mania de reviver modas leva a isso!)!!!

O que acaba também é a simpatia das pessoas, se podemos chamar simpatia aquela euforia de comprar tudo o que é lixo e por instantes de insanidade começar a cumprir a regra da prioridade nas passadeiras e uma vez ou outra deixar um carro passar à nossa frente quando ele tenta mudar de faixa!

Por agora e chegando o Dia de Reis… por falar nessas personagens devo referir que foram os primeiros tipos da história que não tinham nada melhor para fazer do que andar a seguir estrelas (sei lá o que fumaram antes) e a oferecer presentes a crianças… sorte ser na Terra Santa e numa gruta e não em Lisboa e na Casa Pia.

Voltando à filosofia… a normalidade chegou… os preços aumentaram… vamos ter eleições… já só pensamos no Rock in Rio Lisboa… Portugal na Copa do Mundo… e voltamos a ser uns animais na estrada!!!

É bom ser português… por vezes chego a detestar o Natal por nele não encontrar nenhuma referência à cultura portuguesa (além do Bacalhau, mas isso foi algo que o pessoal da Noruega inventou de forma a vender o peixe deles! Perceberam a graça…. Vender o peixe – provérbio popular e ao mesmo tempo facto real … é mesmo vender o peixe… ahhhh ok… não teve piada…)

Na passagem de ano… as doze passas… os doze desejos…

1. Ganhar o Euromilhões
2. Ganhar a Lotaria Popular
3. Ganhar o Totoloto
4. Ganhar o Totobola
5. Ganhar o Bingo da Colectividade Local
6. Ganhar a rifa premiada no baile da terra dos avós
7. Ganhar qualquer coisa
8. Ganhar mais
9. Fazer menos
10. Meu clube campeão
11. Portugal campeão
12. Se eu não ganhar que não ganhe ninguém que eu conheço!!!!

Ensaio do filósofo rafapaim às 23:52
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31