.Filosofias Recentes

. Outro reinício ...

. 5 sentidos...

. Calma! Está tudo perfeita...

. É desta vez...

. Desperdício

. Indiferenças

. Certezas!

. Perspectivas…

. A dor do amor

. Também é amizade

. A vida segue!

. Livro dos Loucos

. Basta o essencial

. Redes Sociais

. Eu no meu papel

. Indian Piggy

. Anonimamente ela...

. Voltou a acontecer

. Eu quero ser o teu proble...

. The Space Between

. o quatro do quatro a uma ...

. Sutilmente

. Deus está aqui

. Semelhanças...

. Onde você mora?

.Filosofias Passadas

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Abril 2013

. Outubro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Quarta-feira, 25 de Novembro de 2009

Parabéns... Pai! (II)

É nestas datas… e nestes momentos… que todas as lembranças começam a passar na nossa cabeça, não porque chegou o fim, muito menos porque deixamos de acreditar… mas sim porque a lembrança e a saudade são as derradeiras formas de expressar o nosso amor e gostar!

É em poucas palavras (porque nunca seriam as suficientes)… e numa filosofia em jeito pessoal, que desejo as maiores felicidades e votos de muitos parabéns para o meu pai! Hoje junto-me aos meus dois irmãos na certeza e esperança que tudo vai correr bem e posso afirmar que o sentimento nestas linhas é partilhado por todos.

Aguardo o dia para dizer “ao vivo” que nem sempre fiz, agi ou falei da forma como devia ou como esperariam… mas jamais houve em mim qualquer sentimento negativo ou de condenação, simplesmente entre cada letra ou entre cada palavra é impossível conter as emoções.

Entre as recordações ficam muitas alegrias partilhadas… nem sempre de uma forma expansiva mas fica a sua presença em todas elas, e em todas a sua palavra de agradecimento e incentivo na procura de sempre mais!

Entre as recordações ficam muitas tristezas partilhadas… sempre de uma forma expansiva mas fica a sua tranquilidade e serenidade em todas elas, e em todas a sua palavra de compreensão e conforto na procura do nosso bem-estar!

Se um dia, como provavelmente todo o adolescente pensamos que um dia faremos tudo diferente dos nossos pais… hoje espero e tento ser igual a ele… e se um dia o meu filho pensar… gostar… e me amar da mesma forma então saberei que o “trabalho foi bem feito”!!!

Que as saudades se transformem em saúde e que as lágrimas se transformem em sorrisos…

Parabéns!!!

Ensaio do filósofo rafapaim às 23:04
link do post | comentar | favorito

.Agosto 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31