.Filosofias Recentes

. Find Me

. Outro reinício ...

. 5 sentidos...

. Calma! Está tudo perfeita...

. É desta vez...

. Desperdício

. Indiferenças

. Certezas!

. Perspectivas…

. A dor do amor

. Também é amizade

. A vida segue!

. Livro dos Loucos

. Basta o essencial

. Redes Sociais

. Eu no meu papel

. Indian Piggy

. Anonimamente ela...

. Voltou a acontecer

. Eu quero ser o teu proble...

. The Space Between

. o quatro do quatro a uma ...

. Sutilmente

. Deus está aqui

. Semelhanças...

.Filosofias Passadas

. Agosto 2017

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Abril 2013

. Outubro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Terça-feira, 27 de Março de 2007

A maior filosofia de sempre...

O amor é provavelmente o assunto que origina mais filosofias baratas no mundo… desde sempre que procuramos uma explicação para a sua causa… uma definição para a sua existência… e uma razão para o seu fim!!!

Assim como todas as histórias até as mais banais, também esta têm começo, meio e fim… (um ponto em comum) … se assim é, então sempre começa com…

Era uma vez…

Hoje em dia restringir as personagens a um homem e uma mulher parece meio limitador… mas uma vez encontrados os participantes da história o desenrolar da trama é simples… mas sem que antes os intervenientes compliquem tudo.

Começa pela explicação:

Pensamos em encontrar alguém que nos complete… mas segundo a teoria popular são os opostos que se atraem ou são as verdadeiras almas gémeas com objectivos/gostos idênticos que se completam?!

Fica mais complicado ainda a sua definição:

Será que gostamos de alguém pelo que ela é… ou por o que ela nos faz sentir?! Pensamos que a felicidade passa por fazer alguém feliz… não parece um conceito errado desde que não esqueça de ser feliz também!!!

Encontrar uma razão então é ainda pior:

Amizades que se transformam em amor… amores que destroem amizades… pessoas que se odeiam acabam a gostar uma das outras… pessoas que se amam acabam a magoar as outras… se pensarmos um pouco rapidamente descobrimos que não existem razões.


Eu acho que nisto tudo o erro é mesmo pensar… neste assunto não existe explicação que defina o que é a razão… por isso mesmo a maior filosofia barata do mundo, não fosse ela a única que independentemente do que pense, faça, pondere, ache ou finja não têm como evitar!!!

Neste assunto meus amigos… tente nem filosofar…

Ensaio do filósofo rafapaim às 23:12
link do post | comentar | favorito
10 comentários:
De rafapaim a 26 de Abril de 2007 às 17:58
Rossby... nem tem de agradecer... gosto de ouvir também as vossas filosofias!!!
De Rossby a 20 de Abril de 2007 às 19:44
Ainda bem, senão também não leria nada do que escreveu...obrigado pela resposta.
De rafapaim a 19 de Abril de 2007 às 23:03
Rossby... é uma filosofia barata... todos conseguem ter uma!!!
De Rossby a 19 de Abril de 2007 às 22:09
É um amor, pensar dessa forma.
De rafapaim a 8 de Abril de 2007 às 22:17
Anne Baylor... em cheio!!! Muito obrigado! Passarei também no seu!
De Anne Baylor a 7 de Abril de 2007 às 04:30
Penso que estou me amarrando em curtir sua filosofia... Muito mesmo..
Estou quase viciada.

Textos muito bacanas e descontraídos.. Mas cheios de entrelinhas... claro...
De rafapaim a 31 de Março de 2007 às 23:43
Alexandra Guerreiro... não deve ser bem assim senão acabava tudo com um final feliz...
De rafapaim a 31 de Março de 2007 às 23:42
Ana... é certo e sabido... no amor aja duas vezes antes pensar!!!
De Alexandra Guerreiro a 30 de Março de 2007 às 18:02
Era uma vez um cavaleiro/ Tralalalá,tralalá..../
Que percorrera um mundo inteiro,/Do Extremo-Sul ao Grão-Pará.../Supunha o louco ventureiro/ Tralalá,tralalá.../Achar na terra o verdadeiro/ Ideal do amor numa Eloá..../Sonhando sempre, finalmente,/ Já quase velho, com surpresa,/ Viu a Princesa Branca-Flor.../ E o seu prazer foi tão fremente,/Que, ao ver os olhos da Princesa,/ Tralalá...morreu de amor. Martins Fontes in "A Laranjeira em Flor" (acho que é isto que acontece a quase toda a gente)
De Ana a 30 de Março de 2007 às 13:55
Acerca do amor... É como disse: o erro é mesmo pensar. A emoção é talvez o campo mais difícil de justificar. Já dizia Pascal: "O coração tem razões que a própria razão desconhece."
Na minha opinião, existem coisas qua não são para ser pensadas, mas sim vividas!... O amor é uma delas.

Comentar post

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31