.Filosofias Recentes

. Find Me

. Outro reinício ...

. 5 sentidos...

. Calma! Está tudo perfeita...

. É desta vez...

. Desperdício

. Indiferenças

. Certezas!

. Perspectivas…

. A dor do amor

. Também é amizade

. A vida segue!

. Livro dos Loucos

. Basta o essencial

. Redes Sociais

. Eu no meu papel

. Indian Piggy

. Anonimamente ela...

. Voltou a acontecer

. Eu quero ser o teu proble...

. The Space Between

. o quatro do quatro a uma ...

. Sutilmente

. Deus está aqui

. Semelhanças...

.Filosofias Passadas

. Agosto 2017

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Abril 2013

. Outubro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

Segunda-feira, 18 de Abril de 2005

O que eu também não entendo...

Essa não é mais uma carta de amor
São pensamentos soltos traduzidos em palavras
Pra que você possa entender
O que eu também não entendo

Amar não é ter que ter sempre certeza
É aceitar que ninguém é perfeito pra ninguém
É poder ser você mesmo e não precisar fingir
É tentar esquecer e não conseguir fugir, fugir

Já pensei em te largar
Já olhei tantas vezes pro lado
Mas quando penso em alguém é por você que fecho os olhos
Sei que nunca fui perfeito mas com você eu posso ser
Até eu mesmo que você vai entender

Posso brincar de descobrir desenho em nuvens
Posso contar meus pesadelos e até minhas coisas fúteis
Posso tirar a tua roupa
Posso fazer o que eu quiser
Posso perder o juízo
Mas com você eu tô tranquilo, tranquilo

Agora o que vamos fazer, eu também não sei
Afinal, será que amar é mesmo tudo?
Se isso não é amor, o que mais pode ser?
Estou aprendendo também

Jota Quest

Ensaio do filósofo rafapaim às 23:58
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De rafapaim a 20 de Abril de 2005 às 20:56
Anjo... amar é tanta coisa ao mesmo tempo que nem consigo definir!
De Anjo a 19 de Abril de 2005 às 09:35
Amar não é aquilo que nós queremos sentir mas sim aquilo que sentimos sem querer.... nem nunca devemos pensar que nao somos ninguém no mundo pois podemos muito bem ser o mundo de alguém ...

Comentar post

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31